Maia prevê avanço da reforma tributária ainda em 2019

  • Por Jovem Pan
  • 17/09/2019 07h20
Aloisio Mauricio/Estadão ConteúdoAlém disso, o deputado afirmou que mais ninguém defende a utilização de uma nova CPMF para compensar a perda de arrecadação

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, participou nesta segunda-feira (16) do evento “A Força do Legislativo Frente às Reformas que o Brasil Precisa – Reforma Tributária”, realizado pelo Grupo Voto.

Maia considera que, além da reforma tributária, é importante que passe também a reforma administrativa. O presidente da Câmara se disse “impaciente” e afirmou que vê uma melhora na política brasileira, mas que, antes, o Estado precisa reorganizar o orçamento público.

“As duas Casas (Câmara e Senado) estão trabalhando. Se tudo der meio certo, pelo menos uma casa vai votar. Temos que trabalhar para votar nas duas. O acordo com os governadores avançou muito, ela já está andando.”

Rodrigo Maia insistiu que não basta resolver só a pauta da tributária, mas também a pauta da reforma administrativa e do pacto federativo.

Além disso, o deputado afirmou que mais ninguém defende a utilização de uma nova CPMF para compensar a perda de arrecadação, mas que é possível uma compensação por meio do corte em parte dos cerca de R$ 400 bilhões anuais em desonerações usadas como benefício fiscal.

Maia falou também da privatização da Eletrobras e que, se muitas das pessoas que hoje são contra conhecessem a estrutura salarial da estatal, certamente apoiariam a privatização da empresa.

*Com informações do repórter Victor Moraes