Maioria da equipe econômica de Bolsonaro possui formação em Chicago

  • Por Jovem Pan
  • 20/11/2018 07h23 - Atualizado em 20/11/2018 09h11
VALE/DIVULGAÇÃO/JC O futuro presidente da Petrobras tem pós-doutorado pela instituição

Nesta segunda-feira (19), o governo eleito de Jair Bolsonaro divulgou o nome de Roberto Castello Branco para comando da Petrobras. Roberto Castello Branco está entre os três nomeados para a equipe econômica de Bolsonaro com formação na Universidade de Chicago. O futuro presidente da Petrobras tem pós-doutorado pela instituição.

Paulo Guedes, futuro ministro da Economia, é doutor pela Universidade de Chicago, assim como Joaquim Levy, futuro presidente do BNDES.

As nomeações desses especialistas, vindos da escola de Chicago, não é uma coincidência. Ficou conhecida como Escola de Chicago uma linha de pensamento econômico que defende o livre mercado e passou a ser disseminada por alguns professores da Universidade de Chicago nos anos 50.

Para a economista professora do Insper e doutora em Teoria Econômica pela Universidade de São Paulo, Juliana Inhasz, essas indicações sinalizam uma forte estratégia liberal que será adotada na economia do futuro governo e que pode beneficiar a busca pelo ajuste fiscal.

Já para o economista e presidente do Conselho Federal de Economia, Wellington Leonardo da Silva, a teoria da Escola de Chicago se mostra ultrapassada. Para ele, o neoliberalismo defendido pela base da escola já não faz mais sentido no mundo moderno.

Também farão parte da equipe liderada por Paulo Guedes, Roberto Campos Neto, no comando do Banco Central e Mansueto de Almeida, que permanece como secretário do Tesouro Nacional.

*Informações da repórter Victoria Abel