Mais de 130 venezuelanos são transportados de Roraima para outras capitais

  • Por Jovem Pan
  • 25/07/2018 07h23
Antônio Cruz/Agência BrasilGoverno acredita que estima que haja entre 45 e 50 mil venezuelanos em situação semelhante no Brasil

Mais de 130 imigrantes venezuelanos foram transferidos de Boa Vista, em Roraima, para outras quatro capitais brasileiras. Desses, 50 foram para Brasília, 36 para o Rio de Janeiro, 24 para Cuiabá e 21 para São Paulo.

Este foi o sexto voo da FAB do processo de interiorização, que leva venezuelanos fugidos da crise humanitária do país para outros centros. Entre abril e julho deste ano, quase 400 imigrantes do país vizinho foram transportados. São Paulo, Manaus e Cuiabá são as cidades que mais receberam pessoas.

O ministro-chefe da Casa Civil Eliseu Padilha estima que haja entre 45 e 50 mil venezuelanos em situação semelhante no Brasil, quase todos em Roraima. Padilha afirma que o processo de interiorização vai ser permanente.

Atualmente, os abrigos nas cidades receptoras têm cerca de seis mil vagas no total. Antes de embarcarem, todos os imigrantes foram vacinados e regularizados no país, conseguindo um CPF e uma carteira de trabalho e tendo acesso a programas sociais.

A princípio, eles permanecem nos abrigos por até três meses, podendo prorrogar o prazo caso não consigam trabalho. De acordo com a Casa Civil, 30% dos venezuelanos transportados em etapas anteriores estão empregados.

*Com informações do repórter Levy Guimarães