Justiça proíbe manifestações antagônicas na Av. Paulista novamente

  • Por Jovem Pan
  • 20/06/2020 07h16
FÁBIO VIEIRA/FOTORUA/ESTADÃO CONTEÚDOAtos pró e contra o governo deverão fazer "rodízio"na Avenida Paulista

A Justiça de São Paulo decidiu a manter proibição para protestos simultâneos de grupos pró e contra Jair Bolsonaro na Avenida Paulista. Com isso, já estão proibidas as manifestações de grupos diferentes no mesmo local marcadas para este domingo e para qualquer outro dia da semana.

A decisão foi do juiz Randolfo Ferraz de Campos, da 14ª Vara da Fazenda Pública.  A ideia é que seja mantido um sistema de “rodízio” entre grupos pró e contra o presidente Bolsonaro.

Seguindo a ordem de revezamento, neste domingo, é a vez dos apoiadores do governo federal se manifestarem na Paulista.  Já o ato contra o governo pode ser realizado em qualquer outro local, desde que as autoridades sejam avisadas com antecedência.

Se uma pessoa desrespeitar a regra, pode ter que pagar uma multa de mil reais; A mesma regra vale para organizações sociais, que, caso descumpram a decisão, deverão pagar uma multa de duzentos mil reais.

*Com informações do repórter Leonardo Martins