Márcio França libera verbas a municípios, mas descarta caráter eleitoral

  • Por Jovem Pan
  • 29/06/2018 06h49 - Atualizado em 29/06/2018 08h48
Agência Brasil “Como posso ser eleitoreiro se, primeiro, não sou conhecido pelas pessoas?”, questionou

O governador de São Paulo, Márcio França, liberou R$ 360 milhões para 365 municípios paulistas. O Palácio dos Bandeirantes ficou lotado, em um clima de campanha presente nos discursos dos prefeitos e secretários.

Entretanto, Márcio França descartou o caráter eleitoral: “como posso ser eleitoreiro se, primeiro, não sou conhecido pelas pessoas?”. O governou reforçou o caráter administrativo: “a gente tem continuado a tarefa do governador Alckmin, repassar recursos para as cidades e fazer obras nas cidades”.

Foram 500 convênios firmados, e sobre a pré-candidatura de Datena ao Senado pelo DEM, França avaliou que votos de senador e governador são diferentes e disse ser amigo do apresentador: “coragem largar exercício de profissão como ele é bem-sucedido, bem remunerado. Tem que esperar dia 30, para ver se ele homologa, porque a cara dele não estava muito bom”.

O governador avaliou ainda o motivo pelo qual seu antecessor, Geraldo Alckmin, não costuma aparecer ao lado de João Doria. “O Alckmin é homem correto, idôneo, as pessoas idôneas procuram estar perto de pessoas que têm mais afinidade, intimidade. Governador é homem muito simples, as coisas sofisticadas não são a cara do Alckmin. Agora, independente disso, tudo que o governador fizer estará certo e terá meu respeito”, disse.

Pela legislação eleitoral, o governador paulista, após o dia 06 de julho, terá restrições orçamentárias e, principalmente, na divulgação de ações do governo.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Marcelo Mattos