Marcos Pontes sobre combate ao covid-19: Ninguém ganha guerra se não estiver otimista

  • Por Jovem Pan
  • 20/04/2020 10h06 - Atualizado em 20/04/2020 10h09
MARCO MIATELO/ESTADÃO CONTEÚDOMarcos Pontes

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Marcos Pontes, falou nesta segunda-feira (20) sobre as próximas etapas de testagem do medicamento que está sendo cotado como possível tratamento para o novo coronavírus.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, Pontes revelou estar otimista quanto aos resultados dos testes, que estão agora na terceira etapa. “Começamos em janeiro o teste com 5 drogas, que estavam sendo testadas in vitro. Essa, em específico, teve uma boa margem de sucesso, em torno de 94%. Agora, ela será testada em 500 pacientes.”

Pontes comparou o otimismo enfrentado no combate ao coronavírus com sua viagem ao espaço, como astronauta, em 2006. “Se eu não fosse otimista, como eu iria sentar dentro de um foguete? É preciso tratar esse assunto com fatos, com ciência e se preparando muito bem para os desafios. Ninguém ganha uma guerra se não estiver otimista.”

De acordo com o ministro, essa nova etapa deve durar mais ou menos entre 4 e 5 semanas. “Uma vez comprovada a eficácia, esperamos que ao final tenhamos tudo aprovado pela Anvisa para ter autorização de receitar além da função normal, ou seja, para a covid-19.”

Marcos Pontes acredita que, após autorização da Anvisa, o caminho será rápido visto que muito laboratórios no Brasil e no mundo já produzem o medicamento em larga escala e baixo custo. “Ele é um remédio comum e com pouco efeito colateral.”