Marinho: Sem reforma da Previdência, país terá dificuldades já no segundo semestre

Ele usou dados da economia para mostrar as dificuldades enfrentadas

  • Por Jovem Pan
  • 10/05/2019 06h27
Marcelo Camargo/Agência BrasilMarinho, entretanto, mostrou-se confiante com o avanço da reforma

O Brasil terá dificuldades já no segundo semestre deste ano caso não avance na reforma da Previdência. O alerta foi feito pelo secretário da pasta, Rogério Marinho. Ele usou dados da economia para mostrar as dificuldades enfrentadas pela atividade econômica no momento.

A Lei Orçamentária falava em crescimento neste ano de mais de 2%, mas as projeções feitas dentro do Boletim Focus sinalizam para crescimento de 1,49% com tendência de queda. Marinho, entretanto, mostrou-se confiante com o avanço da reforma.

Segundo ele, o relatório da comissão especial deve ser votado entre o fim deste mês e o início de junho para seguir à Câmara ainda neste primeiro semestre. Marinho cobrou mais dedicação de governadores. Segundo ele, muitos governadores que pedem ajuda ao Governo não estão apoiando veementemente a reforma.

“Sabemos que o impacto nos Estados e municípios é significativo, relvante e essencial. Mas o Governo está fazendo sua parte, é importante que haja adesão do conjunto de governadores”, disse.

*Informações do repórter Rodrigo Viga