MASP estreia nesta sexta (05) exposição com obras de Tarsila do Amaral

  • Por Jovem Pan
  • 05/04/2019 08h27 - Atualizado em 05/04/2019 10h10
Marina Ogawa/Jovem PanO grande destaque é a presença da Abaporu, de 1928, uma das pinturas mais aclamadas de Tarsila

Estreia nesta sexta-feira (05) no Masp, o Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, a exposição “Tarsila Popular”, com as mais importantes obras da artista brasileira Tarsila do Amaral.

A mostra faz parte do eixo temático “histórias das mulheres, histórias feministas”, que vem promovendo homenagens às pintoras e desenhistas do país em plena avenida Paulista, no coração de São Paulo.

O grande destaque é a presença da Abaporu, de 1928, uma das pinturas mais aclamadas de Tarsila. Ela está na mesma sala de outras obras que têm como referência as lendas indígenas, como “O Urutu”, de 1928, “A Cuca”, de 1924, e “O batizado de Macunaíma”, de 1956.

Também estão expostas outras obras consagradas da brasileira, além de desenhos e esboços.

Um dos curadores da exposição, Fernando Oliva, explicou de que forma buscou expressar o olhar da artista: “no Brasil, do começo dos anos 20, o popular era importante para os modernistas porque representava a brasilidade e que nos diferenciaria da produção europeia”.

Fernando Oliva ressaltou que a exposição não é a maior, mas a mais ampla já realizada sobre a artista.

As obras ficarão à disposição do público até o dia 23 de junho, das 10h às 17h30, de quartas a domingos, e às terças-feiras, das 10h às 19h30.

*Informações do repórter Matheus Meirelles