Mesmo a uma semana do recesso, clima no Congresso já é de férias

  • Por Jovem Pan
  • 18/12/2017 06h00 - Atualizado em 18/12/2017 06h00
Antonio Cruz/Agência Brasil Antonio Cruz/Agência Brasil A votação do orçamento do ano que vem, que tradicionalmente é a última do ano no parlamento, aconteceu na última quarta-feira

O recesso parlamentar começa só no dia 23, mas o clima no Congresso já é de férias. A última semana de atividades do ano vai ser esvaziada tanto na Câmara como no Senado.

A votação do orçamento do ano que vem, que tradicionalmente é a última do ano no parlamento, aconteceu na última quarta-feira. Com isso, deputados e senadores já não veem tantos motivos para retornar à capital nos próximos dias.

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, já liberou os colegas e nem marcou votações. Já o da Câmara, Rodrigo Maia, marcou uma sessão deliberativa para a terça-feira (19).

Na pauta, o destaque é o projeto que regulamenta no Brasil a atividade de lobby, que é a atuação de grupos de interesse sobre parlamentares e outros agentes do poder público. A matéria define, inclusive, regras para a atividade de lobista. Porém, ainda não se sabe se a Câmara vai registrar quórum suficiente para as votações.

Nas próximas semanas, a principal movimentação entre os deputados vai ser nos bastidores. O Governo articula e dá as últimas cartadas para tentar aprovar a Reforma da Previdência após o recesso. A previsão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, é votar no dia 19 de fevereiro.

*Informações do repórter Levy Guimarães