Mesmo com chuvas abaixo da média, governo de SP diz que não há risco de crise hídrica

  • Por Jovem Pan
  • 31/01/2018 07h48
Tamires Santos / GESP Tamires Santos / GESP Mesmo com o sistema Cantareira em nível de atenção durante a estação das chuvas, o governo do Estado de São Paulo diz que não há preocupações neste momento

Mesmo com o sistema Cantareira em nível de atenção durante a estação das chuvas, o governo do Estado de São Paulo diz que não há preocupações neste momento.

O presidente do Conselho Mundial da Água e secretário Benedito Braga, deu a declaração nesta terça-feira (30) durante entrevista coletiva na capital paulista sobre o Fórum Mundial da Água.

O Cantareira, maior manancial de São Paulo e da região metropolitana está com aproximadamente metade da capacidade, sem considerar o volume morto.

O nível de atenção se estabelece quando as reservas estão em menos de 60%.

O nível seguinte é o estado de alerta, acionado quando o nível baixa para menos de 40%.

O secretário estadual de recursos hídricos de São Paulo, Benedito Braga, afirmou que as chuvas esperadas para as próximas semanas e a inauguração de obras afastam a preocupação por enquanto: n[os não temos preocupações neste momento em face da reservação de agua que temos, em face da perspectiva de chuvas para o próximo mês e em função das obras feitas de segurança hídrica”.

A Sabesp deve, em março, começar a exploração de um novo manancial: O São Lourenço, cujas águas serão captadas a partir de Juquitiba.

Além disso, no mesmo mês, deve começar a funcionar a interligação do rio Paraíba do Sul com o Sistema Cantareira.

*Informações do repórter Tiago Muniz