Metrô cogita medir temperatura de passageiros antes do embarque

  • Por Jovem Pan
  • 19/06/2020 06h19 - Atualizado em 19/06/2020 08h02
Governo de SPO remédio para evitar a superlotação não passa apenas por colocar mais trens, porque já existe um dimensionado para altas demandas

Os usuários do metrô de São Paulo podem ter a temperatura corporal medida antes de passar nas roletas. A companhia do Metropolitano estuda utilizar um sistema de aferição em massa dos passageiros.

De acordo com o presidente do Metrô, Silvani Alves Pereira, o exame seria feito nos bloqueios das catracas. Segundo Pereira, que participou de uma videoconferência sobre transportes, foi contatada uma empresa para verificar a viabilidade. Ele acrescentou que é impossível pensar em um sistema, como o metroviário, transportar apenas passageiros sentados, mesmo em época de necessidade de distanciamento social para evitar a transmissão da Covid-19.

O remédio para evitar a superlotação não passa apenas por colocar mais trens, porque já existe um dimensionado para altas demandas. A alternativa seria modificar os horários de entrada e saída de trabalhadores e do funcionamento das atividades.

*Com informações do repórter Daniel Lian