Milhares de manifestantes voltam às ruas em Hong Kong

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2019 06h31
EFEHong Kong vive distúrbios sociais desde o início de junho, quando milhões de pessoas foram às ruas contra a lei de extradição

Milhares de pessoas tomaram as ruas de Hong Kong neste domingo (1) com três passeatas previamente autorizadas pelas autoridades. A cidade voltou a ficar agitada uma semana depois de os candidatos pró-democracia vencerem as eleições locais.

A maior das marchas começou de forma pacífica no distrito de Tsim Sha Tsui. Manifestantes carregavam faixas com frases como “Nunca se esqueça por que começou”.

Horas depois, houve confrontos e atos de violência e vandalismo em algumas áreas. Segundo o jornal South China Morning Post, ao menos três pessoas foram presas.

Famílias com crianças saíram às ruas para protestar contra o uso de mais de 10 mil cargas de gás lacrimogêneo pela polícia nos últimos meses. Um grupo de manifestantes seguiu para o consulado dos Estados Unidos, para agradecer o apoio de Washington à mobilização.

Hong Kong vive distúrbios sociais desde o início de junho, quando milhões de pessoas foram às ruas contra a lei de extradição. O projeto, que foi retirado pela líder do governo, Carrie Lam, após o início dos protestos, permitiria às autoridades extraditar pessoas não apenas para a China continental e Taiwan, mas para qualquer país com o qual ainda não tenham um acordo.

Mesmo após a retirada da lei, no entanto, as manifestações pró-democracia continuaram. Parte da população pede, também, a renúncia de Lam.

*Com informações da repórter Livia Fernanda