Ministério da Economia prevê crescimento mais forte em 2020 com novas reformas

  • Por Jovem Pan
  • 06/12/2019 07h15 - Atualizado em 06/12/2019 08h05
CLAYTON DE SOUZA / ESTADÃO CONTEÚDOGoverno afirmou que a reforma administrativa está pronta, mas que o Governo está esperando o melhor momento para enviá-la ao Congresso

O Ministério da Economia está otimista com a retomada mais forte do crescimento no ano que vem. Em evento nesta quinta-feira (5) em São Paulo, o secretário-executivo da pasta, Marcelo Guaranys, disse que vê ótimas perspectivas para aprovação da reforma fiscal no primeiro semestre de 2020.

Guaranys afirmou que a reforma administrativa está pronta, mas que o Governo está esperando o melhor momento para enviá-la ao Congresso.

“E pra aprovar, se a gente precisa de um timing mulher, não tem problema. Não tem problema esperar um mês a mais ou menos para as coisas serem aprovadas.”

As projeções para o ano que vem, no entanto, podem mudar após o IBGE confirmar que erros nos dados da balança comercial levarão a uma revisão do PIB do terceiro trimestre de 2019.

O secretário Marcelo Guaranys refutou a declaração de parte dos servidores do IBGE de que a falha teria relação com cortes orçamentários.

No mesmo evento, o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou que a economia brasileira pode ter um crescimento de 2,5% em 2020. O secretário também comentou os boatos de que ele deixaria o Governo.

“Eu continuo no governo… Não precisa se preocupar com isso.”

Mansueto tem reiterado que a eventual saída será comunicada com antecedência ao ministro Paulo Guedes. Segundo o O Estado de São Paulo, ele deve assumir a secretaria-executiva do Conselho Fiscal da República, previsto na Proposta de Emenda à Constituição do pacto federativo.

O secretário afirmou também que o Governo só voltará a ter contas no azul entre 2022 e 2023.

*Com informações da repórter Letícia Santini