Ministério da Saúde lança campanha para incentivar a doação voluntária de sangue

  • Por Jovem Pan
  • 15/06/2018 07h03 - Atualizado em 15/06/2018 07h23
Tânia Rêgo/Agência Brasil Profissional da saúde retira sangue de paciente De acordo com a Organização Mundial da Saúde, as doações voluntárias na América Latina e no Caribe continuam abaixo da meta

No Dia Mundial do Doador de Sangue, comemorado nesta quinta-feira (14), o Ministério da Saúde lançou uma nova campanha para incentivar o ato no Brasil.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, as doações voluntárias na América Latina e no Caribe continuam abaixo da meta.

No Brasil, apenas 1,6% dos cidadãos são doadores de sangue. Para a OMS, o ideal seria 3% da população.

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Adilson Cavalcanti, esteve no lançamento da campanha de doação de sangue, no Hemocentro de Brasília, e destacou a importância do ato: “importante que a doação chegue no contexto de solidariedade humana. O Brasil tem rede de coleta para receber e tratar o sangue que recebe”.

Adilson Cavalcanti ressaltou que os investimentos para infraestrutura e equipamentos chegam a R$ 1,3 bilhão neste ano.

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde, apenas 45% do sangue usado em transfusões na América Latina e no Caribe foi doado voluntariamente, sendo que a meta é atingir 100% do volume até o ano que vem.

*Informações do repórter Matheus Meirelles