Ministério da Saúde procura novas tecnologias para melhorar gestão do SUS

  • Por Jovem Pan
  • 21/06/2019 07h07
Marcelo Camargo/Agência BrasilUma das medidas estudadas pelo ministro Luiz Mandetta é a criação de uma carteira de vacinação digital

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, esteve neste sábado na Campus Party de Brasília buscando soluções para o SUS. O Ministério lançou uma competição no evento, chamada Desafio do Zé Gotinha, com programadores, designers e outros profissionais do ramo tentando desenvolver maneiras de levar informações como o calendário de vacinação, campanhas e o combate às fake news.

O ministro também cogita a possibilidade de se lançar uma carteira digital de vacinação. Segundo Luiz Mandetta, a plataforma vencedora pode ser usada pelo Governo. “Eles podem fazer games, eles podem fazer o que eles entem que seja melhor e essa solução pode ser adotada por uma cidade, estado, pelo país ou até internacionalmente”.

Luiz Mandetta considera satisfatórios os índices de satisfação nos últimos anos, porém em 2018 a imunização contra algumas doenças como meningite, pneumonia, hepatite A, sarampo e poliomielite ficaram a baixo das metas estimadas pelo ministério. Já a BCG, que previne a tuberculose, ficou dentro da meta.

Além de algumas áreas serem consideradas de difícil acesso, o ministro Luiz Mandetta apontou outros fatores que dificultaram a vacinação, como o êxodo de venezuelanos no Norte do país.

Nossa fronteira é complexa. Tem casos de sarampo, difteria, nós estamos entrando em contato oficiosos para fazer investigação de possíveis casos de polio, já que esses regimes censuram e as notificações perdem totalmente a credibilidade”.

A Campus Party de Brasília é a segunda maior do mundo e acontece 24 horas por dia até domingo (23). O evento vai ter palestras, workshops e atividades ligadas à Ciência e Tecnologia.

*Com informações do repórter Levy Guimarães