Ministério de Minas e Energia garante operação do sistema elétrico durante as eleições

  • Por Jovem Pan
  • 04/10/2018 08h39
Agência BrasilO Governo, no entanto, não informou o que será feito para garantir o fornecimento de energia

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico brasileiro que é coordenado pelo Ministério de Minas e Energia, aprovou nesta quarta-feira (03) medida para assegurar a operação do sistema elétrico brasileiro durante as eleições do próximo domingo (07) e no segundo turno no dia 21 de outubro.

As mesmas medidas de segurança também serão adotadas durante os dois finais de semana de realização do Enem, do Exame Nacional do Ensino Médio.

O Governo, no entanto, não informou o que será feito para garantir o fornecimento de energia, apenas garantiu que, do ponto de vista energético, nada vai atrapalhar as eleições ou o Enem.

Mesmo assim, o comitê decidiu a partir de sábado (06), desligar aquelas termelétricas mais caras que estavam ligadas para reforçar o fornecimento de energia. Elas estavam ligadas para preservar o nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas. Pesou também na decisão o fato do Brasil importar energia do Uruguai e da Argentina.

Com o início do período chuvoso a expectativa é de normalização do nível dos reservatórios.

Na semana passada a Aneel decidiu manter a chamada bandeira vermelha mais rigorosa, o que significa uma cobrança extra nas contas de luz de R$ 5 para cada 100 megawatts consumidos.

O ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, tem defendido a necessidade de se discutir outras alternativas no país que não penalizem o consumidor.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações da repórter Luciana Verdolin