Ministério estuda isentar contas de luz dos mais pobres na pandemia

  • Por Jovem Pan
  • 03/04/2020 06h06 - Atualizado em 03/04/2020 08h31
Isac Nóbrega/PRDe acordo com o presidente da Petrobras, o querosene de aviação deve ser o combustível com maior redução da demanda durante a pandemia

O governo estuda isentar consumidores pobres de pagar as contas de luz durante a pandemia.

De acordo com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, as tarifas de usuários de baixa renda seriam custeadas com recursos do Tesouro.

Em teleconferência promovida pela XP investimentos, Bento Albuquerque explicou que o objetivo é garantir o fornecimento para uma parcela da população sem causar prejuízos ao setor.

No mesma teleconferência, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, garantiu que não existe risco de faltar gás de cozinha em meio à pandemia. Nos últimos dias, o botijão sumiu das distribuidoras e o preço disparou.

De acordo com ele, o querosene de aviação deve ser o combustível com maior redução da demanda durante a pandemia.

Roberto Castello Branco espera, no entanto, um alívio no mercado de petróleo com a retomada gradual da economia chinesa.

Nesta quinta-feira (2), as ações da Petrobras fecharam em alta superior a oito por cento após o preço do barril disparar com um possível acordo entre a Opep e a Rússia.

*Com informações da repórter Nanny Cox