Ministério da Saúde tenta manter trabalho com comunidades carentes na pandemia

  • Por Jovem Pan
  • 03/06/2020 07h15
EFE/ Fernando BizerraEm meio ao avanço do coronavírus, o governo tenta dar apoio às cidades mais isoladas, principalmente no norte e nordeste do Brasil

Ministério da Saúde tenta manter trabalho de atenção primária a comunidades carentes durante a pandemia da Covid-19. Os agentes da pasta, que prestam atendimento a mulheres grávidas, por exemplo, e distribuem insumos continuam trabalhando.

Em meio ao avanço do coronavírus, o governo tenta dar apoio às cidades mais isoladas, principalmente no norte e nordeste do Brasil.

A diretora do Departamento de Saúde da Família do ministério, Larissa Ramos, diz que agentes passaram por treinamentos. Durante audiência de comissão da Câmara que discute ações contra o coronavírus, Larissa Ramos ouviu reclamações.

A presidente da Confederação Nacional de Agentes Comunitários, Ilda Correia, ressalta que os profissionais deveriam receber mais orientações. Ilda teme pelo aumento de contágio entre os profissionais.

A integrante do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde, Cristiane Pantaleão, considera as diferenças regionais um desafio. Ela a necessidade de garantir atendimento à distância.

A telemedicina ganhou força durante a pandemia, apesar de ser um procedimento ainda pouco usado pelo poder público.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni