Ministra Cristina Peduzzi é primeira mulher no comando do TST

  • Por Jovem Pan
  • 20/02/2020 07h02 - Atualizado em 20/02/2020 08h37
Fabio Rodrigues Pozzebon/Agência BrasilA ministra Cristina Peduzzi,toma posse na presidência do Tribunal Superior do Trabalho

Cristina Peduzzi é a nova presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST). A magistrada de 67 anos tomou posse nesta quarta-feira e é a primeira mulher a ocupar o cargo em mais de 70 anos. Peduzzi assumiu o posto no lugar de João Batista Brito Pereira.

Ela ingressou no TST em 2001 e atuou como vice-presidente do Tribunal entre 2011 e 2013, além de passar pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Durante o evento de posse, em Brasília, ela ressaltou a responsabilidade em assumir a corte. “Já dizia Virgínia Wolf: só vai se poder responder o que é uma mulher, quando ela própria formular essa resposta. Quando ela própria praticar atos que justifiquem a sua posição. Eu peço a Deus que me ilumine para que eu bem possa representar as mulheres”.

Cristina Peduzzi destacou ainda as dificuldades no mundo trabalhista. Ela disse que não será fácil “construir o conceito de trabalho digno nesta nossa contemporaneidade de evoluções tecnológicas”. Estiveram presentes na cerimônia de posse o presidente do Supremo Federal, ministro Dias Toffoli, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o presidente Jair Bolsonaro, que não discursou.

Ao se pronunciar, o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, falou sobre machismo e destacou a importância do trabalho feminino. “Sua chegada à presidência dessa Corte é um passo importante para a superação das desigualdades. Das injustiças, e dos desrespeitos, que ferem nossa Constituição e envergonham nosso país. Na pessoa da nossa presidente, portanto, homenageio todas as mulheres”. Cristina Peduzzi presidirá a corte pelos próximos dois anos.

* Com informações da repórter Camila Yunes.