Ministro defende retorno de crianças separadas dos pais nos EUA

  • Por Jovem Pan
  • 20/07/2018 07h09
Edilson Rodrigues/Agência SenadoMinistro dos Direitos Humanos Gustavo Rocha afirma que as crianças separadas dos pais não são culpadas pela questão da imigração nos EUA

O ministro dos Direitos Humanos Gustavo Rocha disse que crianças brasileiras separadas dos pais nos Estados Unidos devem se reencontrar com eles para que retornem de forma voluntária ao Brasil. Assim, os imigrantes ilegais não viriam mais como deportações.

De acordo com o Ministério, o governo está dando apoio jurídico para o retorno das famílias. Consulados, escritórios e ONG’s também estão prestando auxílio. O ministro voltou de viagem dos Estados Unidos, mas representantes da pasta dos Direitos Humanos seguem por lá para continuar as negociações com o governo americano.

Rocha destacou a importância de essas crianças voltarem. “A criança é muito nova. Não sabemos como será a formação dessa criança. às vezes é importante ela voltar aos Estados Unidos. Com 7 anos, ter o impedimento de retornar a um país é uma questão muito séria. Não foi ela que deu causa a esse problema”, afirmou.

A previsão é que todas as famílias sejam reunidas até o próximo dia 26. De acordo com um balanço do governo americano no fim de junho, 49 crianças brasileiras estavam em abrigos separadas dos pais.

Logo depois de serem isoladas dos responsáveis, elas são levadas para abrigos sob custódia do governo, sem saber para onde os pais foram e muitas vezes em estados distantes. Em alguns casos, elas são colocadas dentro de grades.

*Com informações do repórter Levy Guimarães