Ministro do Planejamento admite que orçamento de 2019 terá valor integral do Bolsa Família

  • Por Jovem Pan
  • 06/09/2018 08h56
Jefferson Rudy/Agência SenadoO ministro do Planejamento, Esteves Colnago, admitiu que os outros R$ 15 bilhões também vão ser incluídos no Orçamento

O Governo voltou atrás e incluiu no Orçamento de 2019 o valor integral do gasto com o Bolsa Família. Na versão original, feita na semana passada, apenas metade do custo, equivalente a R$ 15 bilhões, constava no texto.

Porém, na entrega oficial do documento ao presidente do Senado, o ministro do Planejamento, Esteves Colnago, admitiu que os outros R$ 15 bilhões também vão ser incluídos no Orçamento, que precisa ser aprovado até o final do ano pelo Congresso.

Na proposta, a primeira metade do valor é parte de um crédito adicional de R$ 258,1 bilhões a ser solicitado pelo próximo Presidente da República no ano que vem.

O montante também tem que passar pelo crivo do parlamento para o Governo não descumprir a regra de ouro, que busca impedir o país de se endividar para pagar despesas correntes.

Já os outros R$ 15 bilhões vão depender de outra fonte de despesas. Segundo o ministro Esteves Colnago, ela pode vir da folha salarial. O ministro do Planejamento também disse que o Orçamento é flexível para que o presidente eleito neste ano possa fazer alterações.

*Informações do repórter Levy Guimarães