Ministro do STJ concede liminar para soltar ex-procurador-geral de Justiça do RJ

  • Por Jovem Pan
  • 20/12/2018 06h31 - Atualizado em 20/12/2018 09h25
Divulgação/Procuradoria da República no Rio de Janeiro/MPF Lopes foi o primeiro procurador-geral de Justiça do RJ a ser denunciado pelo MP e ser preso

O ex-procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro que recebia mesada do esquema de Sérgio Cabral será solto. A decisão polêmica foi tomada pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Sebastião Reis.

Cláudio Lopes, ex-procurador de Justiça do Estado, está preso desde o mês passado acusado de receber “mensalinho” do esquema do ex-governador. O pagamento ocorreu quando Lopes presidiu a Procuradoria-Geral de Justiça do RJ.

Em troca, ele vazava informações sobre investigações do Ministério Público contra o Estado e integrantes do esquema, retardava andamento de processos e ajudava Cabral na defesa de causas polêmicas e com sinais de ilicitudes.

Segundo a decisão do ministro do STJ, não há nenhum fato contemporâneo que justifique a manutenção da prisão.

Lopes foi o primeiro procurador-geral de Justiça do RJ a ser denunciado pelo MP e ser preso. Ele segue detido na Unidade Prisional da PM no Rio.

*Informações do repórter Rodrigo Viga