Ministro do Supremo diz que texto de denúncia contra Temer deve ser lido nesta terça na Câmara

  • Por Jovem Pan
  • 26/09/2017 06h48
O secretário de Segurança Pública do estado de São Paulo, Alexandre Moraes, durante reunião com o ministro José Eduardo Cardozo (Elza Fiuza/ Agência Brasil)A morosidade se deve, segundo Moraes, a uma questão de calendário: “nem que haja demora, nem que haja tentativa de se protelar"

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes não entende que haja demora ou tentativa de protelar o julgamento da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados.

A morosidade se deve, segundo Moraes, a uma questão de calendário: “nem que haja demora, nem que haja tentativa de se protelar. Dificilmente haveria quórum de um décimo dos parlamentares. Terça-feira haverá a leitura e será dada sequência”.

Questionado sobre um possível fatiamento da denúncia contra Temer na Câmara, o ministro não se manifestou.

Alexandre de Moraes, ao participar do lançamento de um livro, em um shopping de São Paulo, se limitou a dizer que este é um assunto para os congressistas.

*Informações do repórter Felipe Palma