Ministro Marcos Pontes diz ser essencial motivar jovens para áreas científicas

  • Por Jovem Pan
  • 18/02/2019 06h24
Renato Lied/Estadão ConteúdoNa semana passada, a pasta lançou o programa Ciência na Escola, iniciativa para fomentar essa aproximação com participação de pesquisadores, universidades e Instituições

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações quer estimular a participação de jovens estudantes do ensino fundamental e médio para as carreiras científicas.

Na semana passada, a pasta lançou o programa Ciência na Escola, iniciativa para fomentar essa aproximação com participação de pesquisadores, universidades e Instituições de Ciência e Tecnologia. Entre as estratégias do programa, está o compartilhamento de laboratórios e infraestrutura de pesquisa de universidades e instituições para atividades pedagógicas dos estudantes.

O ministro Marcos Pontes, em entrevista a jornalistas, disse que os países desenvolvidos aumentam investimentos em ciência e tecnologia em momentos de crise, pois são áreas essenciais para gerar riqueza e melhorar a qualidade de vida da população.

O programa Ciência na Escola faz parte da agenda de metas dos primeiros 100 dias da gestão. Também está no foco a reestruturação interna do Ministério, bem como o levantamento de tecnologias de dessalinização e tratamento de água para o semiárido.

Em conjunto, haverá um programa de especialização à distância, chamado “Ciência é Dez”, que será oferecido a professores.

Ainda serão lançados dois editais para receber projetos de universidades e instituições para serem implementados nas escolas e para pesquisadores desenvolverem estudos sobre a relação ensino-aprendizagem, novas tecnologias educacionais, melhorias no ambiente escolar, entre outras linhas de pesquisa.

*Informações do repórter Fernando Martins