Ministro russo alerta que intervenção militar dos EUA na Venezuela seria catastrófica

A declaração ocorreu após reunião com o secretário de Estado norte-americano

  • Por Jovem Pan
  • 07/05/2019 08h04
EFEO encontro entre Lavrov (foto) e Pompeo ocorreu na Finlândia, paralelamente à cúpula do Conselho Ártico

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, alertou que uma intervenção militar dos Estados Unidos na Venezuela seria catastrófica e injustificável.

A declaração ocorreu após reunião com o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, nesta segunda-feira (06), e depois do autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, dizer que a Assembleia Nacional aprovaria uma intervenção em caso de necessidade.

O encontro entre Lavrov e Pompeo ocorreu na Finlândia, paralelamente à cúpula do Conselho Ártico.

Em Moscou, o chanceler venezuelano, Jorge Arreaza, afirmou que o país prefere a diplomacia, mas que está preparado para enfrentar qualquer ataque. Ele ponderou que espera que esse cenário nunca ocorra.

Também nesta segunda-feira, o ministro das Relações Exteriores interino da Espanha, Josep Borrell, alegou que o opositor venezuelano Leopoldo López, que está refugiado na embaixada espanhola em Caracas, não pode pedir asilo político.

Segundo ele, de acordo com a legislação, o benefício só pode ser pedido quando se chega ao território do país europeu. Com a definição, López deve permanecer na residência espanhola na Venezuela, mas sem a situação de asilado.

*Informações do repórter Matheus Meirelles