Ministros visitam Roraima para avaliar situação de imigrantes venezuelanos

  • Por Jovem Pan
  • 09/02/2018 09h17
ACNUR/Boris HegerTécnicos do Ministério da Saúde já estiveram no Estado para analisar possíveis doenças que podem voltar a circular devido à migração venezuelana

O Governo Federal prepara medidas para reduzir a crise migratória em Roraima e distribuir os venezuelanos que entraram no país pela região para outros Estados.

Nesta quinta-feira, os ministros da Defesa, Raul Jungmann, da Justiça, Torquato Jardim, e o general Sérgio Etchegoyen, do Gabinete de Segurança Institucional, estiveram em Boa Vista para ver de perto a situação.

Eles também participaram de uma reunião com autoridades de Roraima. Durante o encontro, a governadora do Estado, Suely Campos, do Partido Progressista, pontuou alguns problemas que surgiram com o fluxo venezuelano no Estado e pediu ajuda aos ministros.

Enquanto o encontro ocorria em Boa Vista, o senador por Roraima, Telmário Mota, do PTB, criticou em Brasília a falta de ações do governo de Michel Temer.

Em determinado momento do discurso, o senador Telmário Mota passou a palavra ao colega Eduardo Braga, do MDB do Amazonas, que destacou que a região também tem sofrido com a crise migratória.

Durante a visita a Roraima, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, admitiu que o problema migratório precisa ser encarado pelo país.

Técnicos do Ministério da Saúde já estiveram no Estado para analisar possíveis doenças que podem voltar a circular devido à migração venezuelana.

A estimativa é que cerca de 40 mil pessoas tenham fugido da crise na Venezuela e se instalado em Roraima.

Confira a reportagem completa de Matheus Meirelles: