Modelo de concessão de Interlagos ainda será definido pela Prefeitura

O texto aprovado na Câmara, por 34 votos a 8, estabelece um novo modelo

  • Por Jovem Pan
  • 17/05/2019 07h10 - Atualizado em 17/05/2019 10h14
EFEOs vereadores governistas avaliam que a concessão do autódromo de Interlagos mantém a corrida em São Paulo pelos próximos anos

O modelo de concessão de Interlagos ainda será definido pela Prefeitura de São Paulo. Inicialmente o projeto tratava da venda do complexo que envolve o autódromo, mas o texto aprovado na Câmara, por 34 votos a 8, de um total de 55 vereadores, estabelece um novo modelo, como explicou o líder do governo, Fábio Riva (PSDB).

“É um ganho para a cidade, manter o patrimônio e aí a gente não vende mais e passa a conceder à iniciativa privada”, disse.

Ele reforçou ainda a intenção da Prefeitura em manter a Fórmula 1, em São Paulo, independentemente da concessão.

O PT votou contra o projeto. O vereador Antonio Donato questionou a mudança da venda pela concessão de Interlagos: “essa venda sumiu e apareceu essa concessão sem nenhum parâmetro. Somos contra dar cheque em branco para governo Covas que não explica as razões dessa concessão”.

Os vereadores governistas avaliam que a concessão do autódromo de Interlagos, que segue para sanção do prefeito Bruno Covas, mantém a corrida em São Paulo pelos próximos anos independentemente do anúncio do presidente Jair Bolsonaro, da transferência da Fórmula 1 para o Rio de Janeiro.

*Informações do repórter Marcelo Mattos