Montadoras discutem com governo como produzir respiradores

  • Por Jovem Pan
  • 25/03/2020 06h31 - Atualizado em 25/03/2020 08h34
As montadoras cederam da suas frotas, carros, caminhões e ônibus para áreas de saúde e segurança

O setor automotivo brasileiro discute com o governo federal a produção de componentes para a fabricação de respiradores aos pacientes com coronavírus. As montadoras estão instaladas em 10 estados e praticamente paralisaram suas atividades nas últimas semanas com o avanço da pandemia.

As fábricas estão em contato com o Ministério da Saúde e os produtores nacionais do aparelho, vital em casos graves da doença, para adaptações nas linhas de montagem. Algo semelhante já ocorre em matrizes nos Estados Unidos.

Já os importadores de veículos também estão parados após as restrições às vendas nas cidades. O presidente da ABEIFA, associação que reúne fabricantes no Brasil e importadores, João Oliveira, reivindica à área econômica uma redução do imposto ao setor.

As montadoras cederam da suas frotas, carros, caminhões e ônibus para áreas de saúde e segurança — bem como máscaras para evitar o contágio com o coronavírus.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos