Moradores da Rocinha questionam Witzel sobre qualidade da água

  • Por Jovem Pan
  • 31/01/2020 07h27 - Atualizado em 31/01/2020 08h05
Vladimir Platonow/Agência Brasil cedae-agua-rio Em seu discurso, ele pediu "paciência e fé" para o cidadão

Em meio à crise na água da Cedae, que gerou um enorme desgaste de imagem em seu governo, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, anunciou nesta quinta-feira (30), na Rocinha, investimentos em comunidades carentes e favelas do Estado.

Trata-se do projeto Comunidade Cidade. Ele tem cinco focos: saneamento básico, investimento em infraestrutura, mobilidade, coleta de lixo e habitação.

A ideia é melhorar a qualidade de vida de moradores de áreas carentes do Estado do Rio de Janeiro. Apenas a Rocinha, na zona sul, deve ter investimento de R$ 2 bilhões até 2025.

Witzel prometeu a criação de um cinema na favela e Wifi gratuito para os quase 150 mil moradores da maior comunidade da América Latina. Na visita à favela, no entanto, foi questionado pelos moradores sobre a qualidade da água. Em seu discurso, ele pediu “paciência e fé” para o cidadão carioca e fluminense.

No evento dessa quinta-feira (30), em vez da tradicional água da Cedae distribuída a autoridades e imprensa, circularam garrafas de água mineral. No momento, o calor da cidade beirava os 40º C.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga