Moradores do Ipiranga ainda cobram isenção do IPTU prometida após temporal em 2019

  • Por Jovem Pan
  • 25/02/2020 07h26
NIVALDO LIMA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOEm nota, a prefeitura de São Paulo alegou que recebeu uma quantidade atípica de pedidos de isenções

Moradores do bairro do Ipiranga, na zona sul de São Paulo, cobram a isenção do IPTU prometida pela prefeitura da cidade após as chuvas que castigaram a região no ano passado.

Eles rejeitam a decisão municipal de tonar sem efeito as notificações do imposto em 2020 sob argumento de problemas na análise das solicitações. O vereador Dalton Silvano explica que é preciso impugnar o imposto dos moradores atingidos.

“É um absurdo não querer isentar esses apartamentos. É preciso fazer a impugnação dos valores lançados para quem recebeu o carnê e quem não recebeu deve fazer em seguida. O que vai acontecer é que está suspensa a cobrança, mas a isenção ainda não está certa.”

Fernando Nogueira é morador de um condomínio de prédios na rua Cônego Januário, que chegou a ser interditado após as garagens ficarem cheias de água. “Nós estamos com um gasto aqui nas garagens de R$ 3 milhões para arrumar o prejuízo, pedimos para a prefeitura a isenção do IPTU. Só isso que nós queríamos.”

A Jovem Pan procurou a Secretaria da Fazenda. Em nota, a prefeitura de São Paulo alegou que recebeu uma quantidade atípica de pedidos de isenções. De acordo com ela, nos últimos 5 anos houve o deferimento de 724 pedidos. Somente do Ipiranga, em 2019, foram mais de mil solicitações — razão do atraso na análise dos processos.

Quem solicitou e não fez o pagamento do IPTU 2020 pode desconsiderar a notificação — e quem efetuou a quitação terá atendimento especial na Subprefeitura do Ipiranga e a restituição em até 30 dias.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos