Morte de menino africano que tentava chegar a Paris em trem de pouso comove o mundo

  • Por Jovem Pan
  • 15/01/2020 08h05 - Atualizado em 15/01/2020 08h33
Divulgação/Air FranceGaroto de 14 anos tentou ir à Europa no trem de pouso de avião

Laurent Barthélémy Ani Guibahi tinha 14 anos. Na semana passada, o menino se escondeu no trem de pouso de um avião da Air France, que saiu de Abidjan, maior cidade da Costa do Marfim, com destino a Paris. 

O garoto sonhava em morar na capital francesa. Seu corpo foi encontrado um dia depois da aterrissagem do Boeing 777, no dia 8 de janeiro, no aeroporto Charles de Gaulle. Dias depois de receber a trágica notícia, O pai de Laurent, Marius Ani Guibahi, continuava inconformado.

”Me disseram que meu filho foi encontrado na França. É uma loucura. Você imagina isso acontecer com uma criança que estava em casa quando você saiu para trabalhar?”

O adolescente percorreu 30 km a pé de casa até o aeroporto de Abidjan, escalou o muro. Amigo de classe de Laurent, Ali Doumbia disse que ele era um menino tímido, discreto e não escondia o sonho de viver na Europa.

“Ele falava muito de outros países, como a Alemanha, a Espanha, a França. Falava sempre da Torre Eiffel, de Paris, dizia que um dia iria visitá-la. Seu sonho era ser cientista.”

Segundo uma fonte próxima das investigações, o adolescente morreu por asfixia ou hipotermia. As temperaturas podem chegar aos -50°C entre os 9 mil e 10 mil metros, e os compartimentos do trem de pouso não são aquecidos ou pressurizados.

* Com informações do repórter Victor Moraes.

  • Tags: