Mortes por coronavírus aumentam 81% em uma semana em SP

  • Por Jovem Pan
  • 16/04/2020 06h23
EFE/EPA/ROLEX DELA PENADavid Uip afirmou que os números demonstram que o sistema de saúde de São Paulo já está pressionado pela pandemia

De acordo com a Secretaria de Saúde de São Paulo, as mortes por coronavírus no Estado cresceram 81,7% desde a semana passada. O Estado chegou a 778 óbitos por Covid 19 e 11.043 casos confirmados.

A capital continua sendo o epicentro da doença. Apesar disso, a Covid-19 já chegou a 199 cidades do Estado e deixou vítimas em 78 delas.

De acordo com o infectologista e coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus no Estado, David Uip, atualmente, mais de 2 mil pacientes estão internados em 1.132 leitos de UTI e 1.200 camas de enfermaria.

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, Uip afirmou que os números demonstram que o sistema de saúde de São Paulo já está pressionado pela pandemia de Covid-19. Uip destacou que, na região do ABC paulista, o índice de ocupação de leitos já supera 70%.

O coordenador do Centro de Contingência da Covid-19 voltou a ressaltar a necessidade de isolamento social, que está em 50% no Estado de São Paulo atualmente. Segundo Uip, é com o distanciamento que o pico de casos da doença, esperado para o mês de maio, pode diminuir.

Lotação dos leitos

Seis dos principais hospitais públicos da cidade e da Região Metropolitana de São Paulo estão com cerca de 80% dos leitos destinados a pacientes com coronavírus ocupados. A UTI do Instituto Emílio Ribas, por exemplo, que conta com 30 leitos, já não tem mais vagas — e a enfermaria registra 83% de ocupação.

No Hospital Geral de Vila Nova Cachoeirinha, 86% dos leitos da UTI e da enfermaria estão lotados. Os números são similares no Hospital das Clínicas, que tem 83% da UTI ocupada e 73% da enfermaria.

Já no Hospital Geral de Pedreira, 87% da UTI está lotada, e a enfermaria tem 71% dos leitos preenchidos. No Hospital Geral de Ferraz de Vasconcelos, a UTI está com 67% de ocupação e, a enfermaria, 71%.

No Hospital São Paulo, 62% dos leitos de UTI tem pacientes, enquanto 73% da enfermaria possui leitos preenchidos.

Hospitais de campanha

A Secretaria de Saúde espera entregar o Hospital de Campanha do Ibirapuera, na Zona Sul de São Paulo, no dia 1º de maio. De acordo com a pasta, 80% da construção já está terminada.

Os hospitais de campanha do Pacaembu e do Anhembi tem, até o momento, 130 pacientes internados.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini