Morto em chacina tinha passagens por homicídio e estelionato

  • Por Jovem Pan
  • 28/01/2020 07h14
ReproduçãoEduardo e Alessandro foram encontrados mortos no local

Uma das vítimas da chacina no bairro do Capão Redondo, em São Paulo, foi preso por homicídio e estelionato. Eduardo Souza dos Santos, de 44 anos, cometeu os crimes nos anos de 2015 e 2013, respectivamente.

Outras duas pessoas foram mortas no massacre, que aconteceu na noite deste domingo (26).

Eduardo Souza, Alessandro Santos Pedroso e João Ferreira Moraes Neto assistiam a um jogo de futebol num bar. Segundo o registro da ocorrência, quatro suspeitos desembarcaram de um Meriva e de um Corolla usando um capuz e atiraram contra os homens.

Eduardo e Alessandro foram encontrados mortos no local. João Ferreira, que era o dono do bar, foi socorrido e levado ao Hospital do Campo Limpo — mas não resistiu.

Uma testemunha que estava dentro do bar no momento do assassinato endossou à Jovem Pan o relato da Polícia e disse que os quatro suspeitos fugiram depois de atirar. Ainda de acordo com essa testemunha, as vítimas não tinham mau entendido com ninguém da vizinhança.

Outras quatro pessoas ficaram feridas e três seguem internadas no Hospital do Campo Limpo. Um dos feridos recebeu alta na tarde desta segunda-feira (27) e vai prestar depoimento à Polícia.

O caso foi registrado no 47º DP e investigado pelo departamento de homicídios da Polícia Civil.

*Com informações do repórter Leonardo Martins