Mourão afirma que vai ser responsável por acompanhar projetos e cobrar ministérios

  • Por Jovem Pan
  • 23/11/2018 08h30
ReproduçãoMourão disse que vai fazer reuniões periódicas com os titulares de cada pasta e selecionar projetos tidos como prioritários, que envolvam mais de um ministério

O vice-presidente eleito, General Mourão, anunciou que vai comandar uma espécie de “centro de governo” a partir do ano que vem. Segundo ele, vai ser responsável por monitorar as atividades de todos os ministérios desde a fase de planejamento, cobrar prazos e acompanhar projetos.

Em um evento no Tribunal de Contas da União, Mourão disse que vai fazer reuniões periódicas com os titulares de cada pasta e selecionar projetos tidos como prioritários, que envolvam mais de um ministério.

Mourão afirmou ainda que outro objetivo é evitar irregularidades nas ações: “o intuito principal de não desperdiçar o recurso público e impedir que eles sejam desviados de forma fraudulenta”.

Hamilton Mourão reforçou algumas diretrizes do governo Bolsonaro. Disse que o Brasil terá uma abertura comercial “lenta, gradual e segura”, com ajuste fiscal e privatizações de empresas deficitárias ou que já perderam a função. E criticou o “excesso de regulamentação” na economia.

O vice-presidente eleito também apontou mudanças na carga de impostos. As atribuições que Mourão vai assumir cabem hoje à Casa Civil.

*Informações do repórter Levy Guimarães