Mourão cita vegetação que sobrevoou em Porto Alegre para rebater crítica ambiental de Merkel

  • Por Jovem Pan
  • 29/06/2019 11h39
Romério Cunha/VPRVice-presidente ironizou fala da chanceler alemã

O presidente em exercício general Hamilton Mourão rebateu a fala da chanceler alemã Angela Merkel, que criticou a política ambiental do governo Jair Bolsonaro e disse que queria discutir com o presidente brasileiro sobre o desmatamento no país.

Mourão citou como exemplo de preservação uma vegetação em Porto Alegre por onde ele passou na última quinta-feira (27).

“Eu chegava em Porto Alegre voando e olhamos toda aquela área plantada ao redor da Grande Porto Alegre com a vegetação ciliar dos rios toda preservada. Ainda comentei com Moro, que estava comigo, que era bom botar a Angela Merkel nesse voo aqui para ela poder dar uma olhada aqui e ver se está igual o que tem lá na Alemanha”, disse Mourão.

Em uma palestra em Curitiba, o presidente em exercício criticou a Organização das Nações Unidas (ONU), que segundo ele faz análises do Brasil sem conhecer a realidade brasileira.

Hamilton Mourão também voltou a comentar o caso envolvendo o sargento pego com 39 kg de cocaína em um avião da FAB na Espanha. Para ele, se faz um alarde em torno do caso.

Mourão pontuou que ninguém está imune ao mundo do crime. “Qual foi o problema do cara? Problema de dívida. Camarada se endivida a tal ponto, valores fracos, cabeça fraca, e é subvertido pelo acesso ao dinheiro fácil”.

Ao responder a perguntas de empresário, Mourão disse que na educação uma das metas do governo é retomar a disciplina de Educação Moral e Cívica, presente nos currículos das escolas de 1969 a 1991. Segundo ele, esse é um desejo pessoal de Bolsonaro.

Mourão continua no exercício da presidência da República até a próxima terça-feira (2), quando Jair Bolsonaro retorna da viagem ao Japão, onde participa do encontro dos líderes do G20.

*Com informações do repórter Levy Guimarães