Mourão quer entregar minuta do Conselho da Amazônia a Bolsonaro essa semana

  • Por Jovem Pan
  • 27/01/2020 11h16
EFE/ Victor MoriyamaO governo anunciou também a criação de uma Força Nacional Ambiental; segundo Mourão, ela só vai ser discutida em um segundo momento

O anuncio do chamado Conselho da Amazônia tem gerado desconfiança entre os políticos da região, que esperam a volta do recesso parlamentar para buscar novas informações e se posicionar oficialmente em relação a proposta do governo.

O presidente em exercício Hamilton Mourão, que coordenará os trabalhos, conhece bem a região. Na última sexta-feira (24) ele chamou o ministro da Justiça, Sergio Moro, para discutir o assunto. Ele minimiza as desconfianças e afirma que o momento é de definir estratégias.

Ele explicou que pretende apresentar, nesta semana, ao presidente Jair Bolsonaro a minuta da proposta — levando em consideração os três pontos pedidos pelo presidente: preservar, proteger e desenvolver a região. Ainda segundo Mourão, só depois de definidas essas diretrizes é que os trabalhos vão realmente começar.

O governo anunciou também a criação de uma Força Nacional Ambiental. Mas, segundo Mourão, essa é uma questão que só vai ser discutida em um segundo momento.

Na semana passada, secretários da Segurança Pública de todo o país alertaram para o risco da nova Força Nacional Ambiental acabar sobrecarregando os Estados — como já acontece quando a Força Nacional de Segurança Pública é acionada.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin