MP-AM investiga denúncia de chacina em tribo indígena no Estado

  • Por Jovem Pan
  • 12/09/2017 07h54 - Atualizado em 12/09/2017 11h31
O crime, de acordo com a Fundação Nacional do Índio, a Funai, aconteceu no mês passado

O Ministério Público do Amazonas está investigando uma denúncia de chacina em uma tribo indígena do Estado. A denúncia não é de hoje. O crime, de acordo com a Fundação Nacional do Índio, a Funai, aconteceu no mês passado. Mas só foi divulgado nessa semana porque as investigações correm em sigilo. Com certeza mesmo sabe-se ainda muito pouco sobre o que motivou o massacre e até mesmo sobre quem o cometeu.

Garimpeiros que trabalhavam próximo à tribo dos índios conhecidos como “flecheiros”, uma comunidade isolada do Amazonas, foram levados a uma delegacia no município de Tabatinga, no interior do Estado para prestar depoimentos à polícia.

A suspeita recai sobre eles porque os mesmos garimpeiros foram flagrados em uma cidade próxima exibindo alguns “troféus” em praça pública, como flechas e um remo, que pertenciam às vítimas.

Essa região é bastante marcada por disputas violentas impostas não só por garimpeiros, mas também fazendeiros e madeireiros sedentos a meter as mãos nas terras e no pouco que ainda resta.

E em meio a tudo isso, essa chacina aconteceu no mesmo ano em que a Funai suspendeu por falta de recursos as atividades de cinco postos de proteção a tribos isoladas na Amazônia.

E de lá para cá, a matança de agosto não foi a primeira. Em maio, outra foi registrada também.

*Informações do repórter Caio Rocha