MP da Liberdade é um estímulo à geração de emprego, diz presidente do Sebrae

  • Por Jovem Pan
  • 27/08/2019 09h28 - Atualizado em 27/08/2019 10h43
Fotos PúblicasMelles ressalta que a MP é mais um estímulo a geração de renda, emprego e produtividade

O presidente nacional do Sebrae, Carlos Melles, falou ao Jornal da Manhã desta terça-feira (27) sobre mudanças que acontecerão com a aprovação da Medida Provisória da Liberdade Econômica, como a geração de mais empregos e renda para as micro e pequenas empresas. Ele ainda respondeu à cobrança da Procuradoria-geral da República, que pediu mais transparência no Sistema S.

“Ao longo dos últimos 20 anos viemos no Congresso fazendo uma melhoria no ambiente de negócios. Nós criamos a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (MPE) e ajustamos o lado fiscal de uma maneira muito forte, muito boa. Do lado trabalhista, tivemos menos avanços. E a MP vai focar nessa simplificação”, explica.

Melles ressalta que a MP é mais um estímulo a geração de renda e exemplificou algumas das medidas já tomadas pela empresa do Sistema S. “Nós estamos em uma cruzada com a Mobilização pelo Emprego e Produtividade. Estamos levando por todos os estados um processo de desburocratização com estímulo a formalização e aumento da produtividade. Esperamos que tudo caminhe nesse sentido.”

O ex-deputado falou também de alguns avanços no setor, impulsionados por ele no Congresso. “Fizemos o Cadastro Positivo, a Empresa Simples de Crédito e aprovamos o Inova Simples. Esse é um foco muito especial do Sebrae na inovação das empresas júnior”, ressalta.

“Nós estamos pulverizando a Sala do Empreendedor pelo 3500 municípios registrados, para que os micro e pequenos empresários tenham um Centro de Referência, um facilitador”, completou.

Transparência no Sistema S

Na última segunda-feira (26), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, declarou que quer que o Ministério Público investigue o Sistema S e cobrou mais transparência das empresas que o compõe.

De acordo com Carlos Melles, o Sebrae é muito bem-visto e avaliado. “Temos absoluta tranquilidade nesse aspecto. A gestão é transparente, a fonte de recurso também é de outro tipo. É bom que todos prestem contas, tem que ser algo natural. Sobretudo porque, embora se pense que não é dinheiro público, somos os braços e pernas da execução das politicas de Governo.”