MP denuncia quatro pessoas por participação no massacre de Suzano

Crime ocorreu em 13 de março, na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, onde dez pessoas morreram e onze ficaram feridos

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2019 07h03
Estadão Conteúdomassacre aconteceu em 13 de março, na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano

O promotor de Justiça Rafael Ribeiro do Val denunciou quatro homens nesta terça-feira (4) por envolvimento no massacre de Suzano. Cristiano Cardias de Souza, Adeilton Pereira dos Santos, Geraldo de Oliveira Santos e Márcio Germano Masson são acusados de tentativa de homicídio e homicídio consumado.

A denúncia do promotor afirma que Cristiano negociou a venda de munição e ajudou nas negociações de compra da arma de fogo usada no massacre. De acordo com a acusação, Geraldo foi quem vendeu a arma, que estava sem parte da numeração, enquanto Márcio e Adeilton venderam munições. A promotoria pediu a prisão preventiva dos quatro homens denunciados.

O massacre aconteceu em 13 de março, na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, região metropolitana de São Paulo. Oito vítimas morreram e onze estudantes ficaram feridos.

*Com informações da repórter Mariana Janjácomo