MP Eleitoral questiona mais de 2,6 mil candidaturas por irregularidades

  • Por Jovem Pan
  • 19/09/2018 08h11
Nelson Jr./ ASICS/ TSESó com base na Lei da Ficha Limpa foram 749 impugnações, ou seja, 28% do total

O Ministério Público Eleitoral está questionando a candidatura de 278 condenados por órgãos colegiados no país e 174 candidatos que tiveram as contas públicas rejeitadas.

Ao todo 2.636 candidatos tiveram algum problema com o registro, o que significa quase 10% do total de candidaturas em todo o Brasil para todos os cargos.

Só com base na Lei da Ficha Limpa foram 749 impugnações ou seja 28% do total. Entre as impugnações, a que chamou mais atenção foi contra a candidatura do ex-presidente Lula que foi negada pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Além de condenações em segunda instância, também estão sendo barradas candidaturas de quem renunciou ao mandato após abertura de processo ou quem teve contas rejeitadas pelos tribunais de contas.

O Ministério Público também contestou 105 registros de convenções partidárias que apoiaram candidaturas ou coligações. Os partidos também estão tendo problema principalmente por conta do descumprimento da cota mínima que este ano é 30% de candidatas mulheres.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações da repórter Luciana Verdolin