MP quer júri popular para acusados de matar Marielle

  • Por Jovem Pan
  • 24/01/2020 06h22 - Atualizado em 24/01/2020 08h08
Agência BrasilMarielle Franco e seu motorista foram mortos em março de 2018

Os acusados de matar Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes pode ir a júri popular. O pedido foi feito pelo Ministério Público do RJ  à justiça fluminense.

O PM da reserva Ronnie Lessa e o ex-policial militar Élcio de Queiroz estão presos desde março de 2019. Eles são acusados de terem participado do crime, que completa dois anos sem o total esclarecimento do caso. Até agora, ninguém sabe quem ordenou o assassinato da vereadora Marielle Franco.

Os dois estão presos em Rondônia. O Ministério Público quer que eles fiquem detidos em áreas diferentes para evitar o risco de combinarem uma versão para o crime. Ambos negam participação no assassinato.

Esta semana, o STJ decidiu manter preso o professor de artes marciais Rosinaldo Freitas,  ele teria jogado em alto mar, a mando de Ronnie Lessa, a submetralhadora utilizada no assassinato.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga