MP-RJ ingressa com recursos na Justiça para tentar barrar aumento da tarifa de ônibus

  • Por Jovem Pan
  • 27/06/2018 07h10
Divulgação/RioOnibusA passagem custa agora R$ 3,95, até a semana passada, a tarifa custava R$ 3,60. Mas a polêmica desembargadora Marília de Castro Neves decidiu cassar a liminar

Ministério Público do Rio de Janeiro tenta barrar aumento na passagem de ônibus. O MPE ingressou com dois recursos na Justiça para tentar inviabilizar o aumento da tarifa de ônibus na cidade que começou a vigorar no domingo (24).

A passagem custa agora R$ 3,95, até a semana passada, a tarifa custava R$ 3,60. Mas a polêmica desembargadora Marília de Castro Neves decidiu cassar a liminar.

A desembargadora é aquela que vociferou inverdades sobre a vereadora assassinada Marielle Franco, associando a parlamentar com o tráfico de drogas.

Em um dos pedidos, o MP quer que a magistrada reveja sua decisão monocrática. Em outra solicitação, o MPE quer que os passageiros, que durante alguns meses pagaram R$ 0,20 embutidos na tarifa para financiar a climatização dos coletivos, sejam ressarcidos.

As empresas de ônibus do Rio e do Estado ajudaram a abastecer os esquemas de propina e corrupção nos governos de Sérgio Cabral, tanto que o MP também quer a extinção da Fetranspor e o bloqueio de R$ 60 milhões.

Nesta terça-feira (26), o juiz Marcelo bretas ouviu doleiros que faziam parte do esquema de Cabral e eram responsáveis pela movimentação de recursos ilegais.

*Informações do repórter Rodrigo Viga