Mulher planeja assassinato de marido e amante executa crime na zona leste de SP

  • Por Jovem Pan
  • 08/12/2017 06h07
Reprodução/Google MapsA mulher do bombeiro, também indiciada, permanece na sede do Deic, à espera da decisão da Justiça

Polícia esclarece assassinato de sargento aposentado do Corpo de Bombeiros na Zona Leste de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, a morte de Jairo Dutra de Moraes, de 47 anos, foi planejada pela mulher dele e executada pelo amante, de prenome Émerson.

Além dos dois, os policiais detiveram o irmão de Émerson, identificado como Jéfferson, que teria participado do crime.

Os agentes do Deic chegaram aos criminosos após analisar imagens de câmeras de segurança de um mercadinho, que gravaram toda a ação. Jairo Dutra de Moraes estava acompanhado da mulher em seu veículo, um Hyundai HB20 prata, quando foi assassinado, na noite de terça-feira, em frente à casa dos pais, em uma travessa da Avenida Sapopemba, no Parque São Rafael, na Zona Leste.

Assim que estacionou o veículo, ele foi abordado por um bandido armado e ainda tentou reagir, mas acabou sendo atingido por quatro disparos e morreu quando era socorrido.

Pelas imagens obtidas, os policiais identificaram os irmãos Jefferson e Emerson, que acabaram presos e confessaram o crime, apontando a mulher do militar reformado como a mandante.

Jairo Dutra estava morando com a mulher no Sul do país, mas em cidades diferentes, e veio a São Paulo para passar o Natal com os pais.

A esposa do militar contou aos investigadores que estava sofrendo ameaças por parte do marido e, por isso, planejou a morte dele.

Com prisão temporária decretada, os irmãos foram indiciados e encaminhados à carceragem do 77º Distrito Policial, de Santa Cecília.

A mulher do bombeiro, também indiciada, permanece na sede do Deic, à espera da decisão da Justiça.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore