Museu do Louvre, em Paris, reabre após três meses e meio

Durante período fechado, calcula-se que o prejuízo foi de 40 milhões de euros

  • Por Jovem Pan
  • 07/07/2020 07h15
JB Autissier/REUTERSMuseu do Louvre reabriu com novas regras para turistas

Quem foi ao museu do Louvre, em Paris, nesta segunda-feira desfrutou de uma momento raro: pôde ver a “Monalisa”, de Leonardo da Vinci, sem a habitual multidão que costumava ficar em frente à obra.

Com o colapso no turismo por causa da pandemia do coronavírus, o fluxo de visitantes foi pequeno no dia em que o museu reabriu, depois de quase quatro meses fechado. Apenas sete mil pessoas compraram ingressos para este primeiro dia de retomada, número que costumava ser quatro vezes maior.

+ A parisiense Christine gostou de visitar o museu mais vazio. O diretor do museu do Louvre, Jean-Luc Martinez,  afirmou que foi organizada uma visita especial para que não haja nenhum risco de contaminação.

O Louvre não tinha fechado durante um período tão longo desde a Segunda Guerra Mundial. Durante o tempo em que permaneceu de portas fechadas, foram registrados mais de 40 milhões de euros em prejuízo.

*Com informações da repórter Nicole Fusco