Museu Nacional continua em recuperação; Governo sinaliza dificuldade para arrecadação de recursos

  • Por Jovem Pan
  • 13/02/2019 06h28
EFEElmar Nascimento disse que a Câmara dos Deputados não vai analisar a medida provisória que autoriza o Instituto Brasileiro de Museus a criar uma fundação privada para arrecadar e gerir recursos aplicados nos museus brasileiros

Nesta terça-feira (12), o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, abriu suas portas à imprensa pela primeira vez desde o incêndio, que aconteceu faz cinco meses.

Além das obras de escoramento para recuperar a estrutura, uma equipe de 60 pessoas trabalha para recuperar o acervo do museu. A paleontóloga Luciana Carvalho disse que a equipe ainda pode achar muitas peças que resistiram ao fogo.

O meteorito Angra dos Reis, encontrado em 1869, foi um dos itens que sobreviveu ao incêndio, assim como o crânio de Luzia, o esqueleto humano mais antigo do Brasil, que data de mais de 11 mil anos atrás.

No mesmo dia em que o Museu Nacional abriu as portas e mostrou todo esse trabalho de recuperação, o Governo deu sinais de que não deve facilitar a arrecadação de recursos para os museus brasileiros.

O líder do DEM, o deputado Elmar Nascimento, disse que a Câmara dos Deputados não vai analisar a medida provisória que autoriza o Instituto Brasileiro de Museus a criar uma fundação privada para arrecadar e gerir recursos aplicados nos museus brasileiros.

A proposta foi uma iniciativa do Governo Temer depois do incêndio no Museu Nacional. O deputado Elmar Nascimento disse que o atual Governo não tem interesse nessa medida provisória, que ela vai caducar nesta semana e, por um acordo de líderes, não vai ser lida.

*Informações da repórter Mariana Janjacomo