Mutirão de regularização fundiária em Paraisópolis e deve beneficiar mil famílias

  • Por Jovem Pan
  • 23/01/2020 08h06 - Atualizado em 23/01/2020 08h10
EVELSON DE FREITAS/ESTADÃO CONTEÚDOParaisópolis é a segunda maior favela de São Paulo, com mais de 100 mil habitantes

A Secretaria Estadual da Habitação iniciou o processo de regularização fundiária em Paraisópolis, São Paulo. O titular da pasta, Flávio Amary, assina a ordem de serviço nesta manhã de quinta-feira, 23, na União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis.

“Iniciando um processo dentro do projeto Comunidades, lançado pelo governador João Doria que busca transformar as comunidades do Estado de São Paulo. Começando por Paraisópolis, iniciaremos a regularização fundiária no programa Cidade Legal, que visa fazer com que as pessoas que tem a posse da propriedade, tenham também, agora, um título registrado em cartório. Daremos logo mais a ordem de serviço para 1.000 propriedades dentro de Paraisópolis.”

Paraisópolis é a segunda maior favela de São Paulo, com mais de 100 mil habitantes. A expectativa da secretaria da Habitação é poder entregar, num prazo máximo de 10 meses, os títulos de propriedade aos moradores, com amparo técnico do estado no processo burocrático de documentação.

* Com informações do repórter Marcelo Mattos.