Na Bahia, Bolsonaro manda ‘um abraço para os nordestinos e um beijo para as nordestinas’

  • Por Jovem Pan
  • 24/07/2019 09h12
Flickr/Palácio do PlanaltoO presidente afirmou que não há divisões de sexo, raça, cor, religião ou região em seu governo

Na primeira visita ao Nordeste após a polêmica envolvendo o uso do termo ‘‘paraíbas’’, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (23) amar os nordestinos e afirmou que faz um governo sem preconceitos.

“Não há divisões entre nós. Sexo, raça, cor, religião ou região. Somos um só povo, uma só raça! Eu amo o Nordeste! Afinal de contas, a minha filha tem sangue de cabra da peste.”

As declarações foram dadas durante evento de inauguração do novo aeroporto de Vitória da Conquista, na Bahia.

O presidente vestiu um chapéu de vaqueiro, fez coração com as mãos, ergueu nos braços um homem com deficiência e mandou “um abraço para os nordestinos e um beijo para as nordestinas.”

“Não é pra qualquer um esse trem na cabeça, não. Somos todos ‘paraíba’. Somos todos baianos. O que n[os não somos é aqueles que querem puxar para trás o nosso Estado, o nosso Brasil.”

O novo aeroporto, batizado Glauber Rocha em homenagem ao cineasta baiano, foi inaugurado em meio a uma disputa pela paternidade da obra entre o governador da Bahia, Rui Costa (PT) e o presidente.

Costa vetou a participação da Polícia Militar da Bahia na segurança do evento alegando que o ato passou a ser exclusivamente federal e caberia à Polícia Federal garantir a segurança do presidente.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni