Não cabe ao Senado revisar decisão do Supremo sobre Aécio, diz senador tucano

  • Por Jovem Pan
  • 29/09/2017 09h26
Valter Campanato/Agência Brasil" O que pode ser feito é recurso para que o Supremo julgue no plenário e dê a palavra final”, disse

O Senado decidiu que votará na próxima terça-feira (3), em regime de urgência, se mantém ou não o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) do cargo, determinado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Em rápida sessão marcada por críticas à decisão do Supremo, a Casa legislativa adiou a análise da questão que deflagrou mais uma crise entre os dois Poderes.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) vai contra o que a maioria dos senadores pensa sobre o tema e diz que o que cabe é um recurso, mas não revisão do que foi determinado.

“Acho que não cabe ao Senado revisar uma decisão do Supremo. O que pode ser feito é recurso para que o Supremo julgue no plenário e dê a palavra final”, disse.

Para Ferraço, as denúncias contra Aécio “não são graves, são gravíssimas” e considerou “insustentável e injustificável” que o senador continue como presidente licenciado do partido.

“Evidentemente o senador não deveria ser nem de direito e nem de fato presidente do nosso partido. A meu juízo o presidente Tasso Jereissati já deveria ter assumido integralmente. Ele é o presidente de fato, mas é interno conduzindo transição”, finalizou.

Confira a entrevista completa: