No Brasil, venezuelanos mantêm a esperança de retornar à terra natal

  • Por Jovem Pan
  • 08/03/2019 06h50 - Atualizado em 08/03/2019 10h08
Edmar Barros/Estadão ConteúdoPara além de ideologias, a realidade dos milhões de venezuelanos é o que carimba a existência de uma crise humanitária

A saudade de casa, da família e da cultura é grande. Enquanto se adaptam à vida no Brasil, venezuelanos mantêm a esperança de retornar à terra natal. Apesar da volta ainda parecer algo distante, a esperança na queda de Nicolás Maduro reacende a expectativa.

A escritora Maria Carolina Melo é clara ao dizer o que espera para a sua Venezuela: ‘que vá embora Maduro”. O cozinheiro e ex-militar Angel Bragamonte afirma que também retornaria caso o país volte à normalidade. Aos 22 anos, a estudante Gabriela Romero trabalha como camareira no Brasil, mas sonha todos os dias com a volta para casa.

Histórias de vida diferentes de chegada e o mesmo sonho de retorno. A esperança de voltar para casa é o que une Maria Carolina, Angel e Gabriela e milhões de venezuelanos.

Para além de ideologias, a realidade dos milhões de venezuelanos é o que carimba a existência de uma crise humanitária.

*Informações da repórter Victoria Abel