Novo presidente do México negocia acordo com Cuba para absorver médicos que atuavam no Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 03/12/2018 07h12
EFE/Sáshenka GutiérrezObrador tomou posse no último sábado (1º), depois de ser eleito em julho com 53% dos votos

Marcando o primeiro ato como novo presidente do México, Andrés Manuel López Obrador negocia com Cuba um acordo para aproveitar cerca de três mil médicos que atuavam no Brasil no programa Mais Médicos.

As tratativas sigilosas do primeiro representante da esquerda a chegar à presidência mexicana tiveram início em setembro e foram comemoradas pela presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, que no Twitter, disse que o novo líder do país latino-americano “entende as necessidades do povo”.

Obrador tomou posse no último sábado (1º), depois de ser eleito em julho com 53% dos votos. No primeiro discurso, prometeu combater a corrupção e a impunidade.

López Obrador elaborou um plano de austeridade com o objetivo de reduzir o salário de servidores públicos, entre eles os próprios médicos. Entre os desafios do novo presidente estão a luta contra o narcotráfico, o combate à pobreza e a retomada da economia e o combate à corrupção.

Também terá que lidar no Congresso mexicano com o novo acordo comercial com Estados Unidos e Canadá assinado no último ato de governo do antecessor, Enrique Peña Nieto. Outro problema é a caravana de imigrantes que tenta chegar aos Estados Unidos. O desafio deve moldar o tom do diálogo entre López Obrador e o presidente norte-americano Donald Trump.

*Informações do repórter Matheus Meirelles